Filed Under:  Dicas

‘Pitaya vermelha’, Dê um up na pele e na saúde com esta fruta exótica

11th abril 2017   ·   0 Comments

Conhecida como fruta do dragão, ela ajuda a manter a pele firme e hidratada, contribui para a boa digestão e ainda não pesa na dieta. Veja como consumir

Ao olhar o lado de fora, a pitaya pode assustar. A fruta exótica é bonita, mas cheia de pontas. Ao abrir, a polpa branca faz contraste com as sementes pretas ou a versão vermelha conta com um tom vivo e forte. Conhecida como fruta do dragão, ela está se tornando cada vez mais popular e é uma das queridinhas deste verão.

Pitaya ajuda a manter a pele bonita%2C contribui para a digestão e ainda tem poucas calorias

Pitaya ajuda a manter a pele bonita, contribui para a digestão e ainda tem poucas calorias

Foto: shutterstock

Além de saborosa, a pitaya traz uma série de benefícios para pele e também para a saúde. E está liberada para quem está de dieta ou tentando emagrecer, já que tem poucas calorias. E segundo a nutricionista Chris Castro, a fruta vermelha é ainda melhor do que a branca.

A profissional cita um estudo publicado na Revista do Instituto Adolfo Lutz que compara as duas versões da fruta. De acordo com a pesquisa, a fruta vermelha tem um potencial maior que a branca no quesito antioxidantes.

Benefícios da pitaya

A fruta pode ser considerada uma das melhores amigas da pele. Segundo Chris, como o alimento tem muita água em sua composição, ela ajuda na hidratação. E pela ação antioxidante – pela presença de vitaminas C e E e polifenóis, pigmentos que atuam protegendo nosso organismo dos radicais livres – contribui para o não crescimento de melomas e ainda faz com que a epiderme fique mais firme.

A polpa ainda é rica em oligassacarídeos, um tipo de carboidrato que não é utilizado como fonte de energia no corpo. “Eles atuam como prebióticos e colaboram para a saúde das células intestinais”, diz a nutricionista. Com isso, ajudam o processo de digestão.

Para completar, as sementes possuem ácidos graxos insaturados, o ômega 6, que colaboram para deixar o cérebro mais saudável.

Sugestões de consumo

Segundo a nutricionista, é indicado consumir 25 gramas da fruta por dia, o que é maios ou menos o tamanho de uma unidade. E todas as partes podem ser aproveitadas. “A pitaya pode ser consumida de diversas maneiras, como fruta in natura, em combinações como nas saladas e sobremesas ou em forma de sucos ou vitaminas. A polpa é a parte mais atraente, sendo suave, doce e cheia de nutrientes, mas a casca também tem o seu valor nutricional, podendo ser utilizada para preparo de infusões de chás”, lista Chris, que diz também que a melhor época para o consumo do alimento é de janeiro a março, já que a safra se dá nos meses de dezembro a fevereiro.

A nutricionista ainda ensina algumas receitas. “Um combinação deliciosa e refrescante é o suco da fruta batido com água de coco, suco de limão e gengibre. Além disso, temos os smoothies. No mercado, já encontramos um creme da fruta, que é ótimo para essas receitas”, comenta.

Creme de pitaya pode ser consumido puro%2C com cereais ou usado em preparos de bebidas

Creme de pitaya pode ser consumido puro, com cereais ou usado em preparos de bebidas

Foto: Divulgação/Frooty

Ela sugere dois smoothies. Confira:

Smoothie de pitaya vermelha antioxidante

2 colheres de sopa cheia de creme de fruta vermelha
1/2 banana congelada
1 porção de frutas vermelhas (3 morangos – 6 mirtilos – 3 amoras)
2 fatias de melancia
4 cubos de gelo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva

Rendimento: 400ml

Calorias: 150kcal

A receita conta com a versão vermelha da fruta e mais ingredientes da mesma cor que são também ricos em polifenóis, e segundo Chris, “são fundamentais no combate ao envelhecimento da pele”.

Smoothie de pitaya vermelha Ômega

2 colheres de sopa cheia de creme de fruta vermelha
1 colher de sobremesa de linhaça
1 pote de iogurte grego light (90g)
1/2 manga
200ml de água
4 cubos de gelo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva

Rendimento: 400ml

Calorias: 300kcal

Aqui, a bebida de pitaya traz ainda mais benefícios graças a linhaça, fonte de ômega 3. Com isso, vira um smoothie que faz bem à saúde do coração e tem ação anti-inflamatória.

LEIA TAMBÉM: